Enem 2016

O Exame Nacional do Ensino Médio - Enem teve seu início em 1998 para servir aos estudantes que ainda estão no ensino médio ou que se interessem em conseguir uma vaga numa Instituição de Ensino Superior.

Este exame sofreu modificações pelo Ministério da Educação. O MEC pretende transformar algumas questões do ensino médio do país a partir de tais mudanças, visando equilibrar o conteúdo entre as escolas e melhorar a qualidade de algumas.

Objetivo do Enem

O objetivo do MEC ao realizar tais mudanças no Enem também foi implantar o SiSU, Sistema de Seleção Unificada. Com o funcionamento dele, os estudantes têm mais chances de ingressar numa universidade, já que poderão se candidatar em diversas IES ao mesmo tempo, pagando menores taxas de inscrição. Além dessas vantagens, alguns vestibulandos têm que viajar para fazer cada prova, portanto tem custo muito mais elevado sem este sistema.

O novo Enem passou a ter 180 questões, quase o triplo do que havia em anos anteriores. A redação da prova se manteve dissertativa. De acordo com o MEC a prova seguirá um padrão de ano para ano, portanto, as notas do mesmo aluno podem ser comparadas.

E quem ainda não fez o novo modelo do Enem, deve procurar o exame do ano anterior para estudar os tipos de questões aplicadas.

O Ministério da Educação também defende o novo Enem quanto avaliação das habilidades do aluno, para selecionar de maneira mais justa.

Conteúdo do Enem

O conteúdo do novo Enem passou a ficar mais puxado, com questões mais relacionadas ao que costuma ser cobrado nos vestibulares. As questões objetivas são divididas em quatro áreas, sendo 45 múltiplas escolhas para cada. Estas áreas são: ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias (incluindo redação); matemática e suas tecnologias; e ciências da natureza e suas tecnologias.

A idéia de avaliação do MEC no Enem é medir o quanto o estudante sabe aplicar os conhecimentos do ensino médio e não o quanto ele decorou, por isso as questões exigem mais interpretação e menos memorização por si só, como fórmulas químicas e datas históricas soltas.

Dicas para o Enem

Uma dica para estudar para o Enem, além de estudar o conteúdo de vestibular, é ficar de olho em jornais, revistas, internet e televisão, porque, dessa maneira, seu poder de interpretação textual melhora e, ao mesmo tempo, você fica por dentro das atualidades, que funcionam como gancho para as questões da prova.

Resultado MEC Enem

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no começo de fevereiro os aprovados que participaram da primeira etapa do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Das 47,9 mil vagas oferecidas, menos de 40% foram preenchidas.

Enem 2009

A edição de 2009 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi muito polêmica e colocou em cheque a segurança do sistema que aplicava o exame, já que houve suspeita de fraude.

Enem de 2010

O Enem de 2009 teve muitas mudanças que estão ajudando bastante os alunos a conseguir entrar numa universidade. É o primeiro ano que a nota obtida no Exame garante a oportunidade de disputar uma vaga nas instituições públicas.

Local Prova Enem 2011

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) serão realizadas nos dias 22 e 23 de outubro.

Enem 2006

A edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2006 teve mais de 80% dos estudantes oriundos de escolas públicas, 84,9% tinha renda familiar de um a cinco salários mínimos.

Enem ProUni

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) se encerraram nesta quarta-feira, 10 de fevereiro. Este ano, o Prouni teve recorde de inscrições.

Apostila do Enem 2010

O Exame Nacional do Ensino médio substituiu em muitas universidades o vestibular, pelo qual os alunos passavam para ingressar no ensino superior. O Sistema de Seleção Unificado (Sisu) é a nova forma de entrar para uma universidade.